DestaquesPolícialPolítica

Blogueiro Ricardo Noblat teria cometido Crime de incitação ao Suicídio em sua conta no Twitter

Blogueiro Ricardo Noblat em Cuba, ao lado de seu ídolo Fidel Castro.

Ricardo José Delgado Noblat, que é “Jornalista Opinativo” (uma palavra chique para Blogueiro), e que atualmente exerce justamente a função de blogueiro em um dos blogs da Revista Veja, e não poupa críticas a tudo que venha a ameaçar seu ideal socialista, sendo que as 01:40h de hoje, 10/01/2021, ele fez uma postagem em seu perfil no Twiter implorando que o Presidente norte-americano Donald Trump e que o presidente Brasileiro Jair Bolsonaro cometam suicídio.

O relativismo político dos progressistas que não querem progresso
Ele deletou a postagem, mas ainda temos o print, e como dizem na internet, o print é eterno!

Em anexo, ele colocou uma postagem do blogueiro da Folha de São Paulo Ruy Castro, que supostamente comete o mesmo crime.

O Artigo 122 do Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940 (Código Penal Brasileiro) diz o seguinte:

Art. 122. Induzir ou instigar alguém a suicidar-se ou a praticar automutilação ou prestar-lhe auxílio material para que o faça: (Redação dada pela Lei nº 13.968, de 2019) Pena – reclusão, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos. (Redação dada pela Lei nº 13.968, de 2019).

Ano passado, Noblat foi alvo de inquérito da Polícia Federal por postar uma charge onde chamava o Presidente Jair Bolsonaro de Nazista. Acontece que o Nazismo no Brasil é crime, e segundo a legislação brasileira, imputar crime a uma pessoa também é, em sua defesa, Noblat acusou o Governo Federal de Censura, não encontramos nenhuma notícia sobre a finalização desse inquérito, o que significa que ele deve seguir sendo investigado, agora com o agravante da reincidência.

Atualizado em 10/01/2020 – 19:17h:

Vendo a repercussão negativa de sua postagem, Ricardo Noblat apagou seu tweet, porém, como pode ver, nós guardamos um print da postagem, que é exibido logo abaixo do tweet original.

A revista Veja, através de sua conta no Twitter, emitiu uma nota de repúdio à atitude do blogueiro:

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button